terça-feira, 21 de junho de 2011

Não seja precipitado


Provérbios 3.5 Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.

O tempo nos parece reduzido, tal a correria em que estamos inseridos, seja no contexto familiar, profissional, ministerial, etc. Há situações que parece que não vamos dar conta dos afazeres, nos sentimos totalmente dominados pela falta de tempo para que tudo seja consumado.
Contudo, isto não nos serve de justificativa para algumas decisões, palavras e atitudes que manifestas. A “insuficiência” do tempo não nos autoriza a confiar em nossos recursos, mas ainda sim, precisamos revelar verdadeira confiança no Senhor de todas as coisas, inclusive Senhor nosso.
O que se tem visto diante dessas decisões comprovadamente precipitadas, são conseqüências nada agradáveis que tem contribuído para decepção, tristeza e vergonha de muitos servos de Deus. Diante desta verdade inconteste, quero discorrer alguns pontos baseado em um episódio bíblico muito interessante registrado em 2 Samuel 18.19-33.
O protagonista imediato da minha observação se chama Aimaás, filho do Sumo Sacerdote Zadoque. O momento era muito tenso em todo Israel, rebelião declarada, o responsável, o próprio filho do Rei Davi, Absalão. A guerra era inevitável, a mortandade no meio do povo de Deus foi grande, entre os mortos o jovem Absalão. Diante do acontecimento, era necessário agora avisar o Rei Davi, que fora impedido e poupado da guerra, que seu filho Absalão havia sido morto. Quem haveria da levar esta notícia, quem se habilitaria? Neste contexto incerto, alegria ou tristeza, vitória ou derrota, vida ou morte, somente o Rei poderia definir. Mas alguém precisava informar-lhe.
Aimaás toma à dianteira (precipitadamente) e se oferece para ser o mensageiro, mas de imediato é repreendido por Joabe que já havia determinado quem haveria de ir. Cria-se então um ambiente bem peculiar a todos nós. De um lado Joabe convicto da escolha que fizera do outro Aimaás ansioso e imprudente, insistindo por algo que não lhe acressentaria nada, pelo contrário, até que Joabe cede à pressão e lhe autoriza e Aimaás sai em disparado para chegar primeiro ao Rei Davi para lhe anunciar a nova.
Não podemos ignorar a vontade, disposição e prontidão de Aimaás, ele queria ser o mensageiro naquele momento, mas quem o escolhera, quem o convidara, quem o havia chamado? Estas perguntas ao serem respondidas, não deixam dúvidas, NÃO ERA SUA HORA, ele claramente estava se precipitando em seu posicionamento e para tal usou de insistência.
A Palavra de Deus é muito clara, Eclesiastes 3.1,7b Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu: ... tempo de estar calado e tempo de falar;”.
Quando chegou diante do Rei Davi, antes até mesmo, do legítimo mensageiro, não pode satisfazer a necessidade de informação do Rei Davi e acabou sendo colocado de lado, grande deve ter sido sua decepção, estava ele agora numa posição não almejada, mas conseqüente, pois preferiu confiar em si mesmo, ignorou as orientações e agora estava de lado.
Não adianta meus queridos, pode se chegar antes, pode ter mais habilidade, sabedoria, experiência, etc. do que os demais, mas se não é a nossa hora, tudo não passa de precipitação e com isto o resultado é lamentável.
Melhor seria se Aimaás tivesse dado ouvidos a Joabe como demonstração de confiança no Comandante do Exército do Rei Davi, mas não e o resultado foi frustrante. Melhor é dar ouvidos ao que o Senhor está querendo de e para nós. O filho herdeiro do Rei Davi, Salomão disse: Ouçam, meus filhos, a instrução de um pai; estejam atentos, e obterão discernimento. O ensino que lhes ofereço é bom; por isso não abandonem a minha instrução. Provérbios 4.1,2.
Meus queridos, Deus está interessado em nosso sucesso e felicidade em todas as áreas da nossa vida, Ele deseja que tudo seja realizado e falado no tempo certo, de maneira a glorificar Seu nome e contribuir para nosso crescimento, por isso NÃO SEJA PRECIPITADO, As pessoas podem fazer seus planos, porém é o SENHOR Deus quem dá a última palavra. Provérbios 16.1 – NTLH.


Nenhum comentário:

Postar um comentário